31 de dez de 2013

Não vou usar branco no ano-novo

Fireworks

Horóscopo, previsões, simpatias, cor da sorte. Essa é a época do ano em que todos acabam sendo meio supersticiosos. Boa parte do mundo veste branco. Certeza de que muitos só querem se vestir 'a caráter'. Mas sei que 'branco é a cor da paz', e tem gente que acha que a cor da roupa, ou uma calcinha nova, vão tornar seu ano melhor.
Quando um relógio marca 23:59, somos todos boas energias e expectativas de um ano melhor, em todos os ramos da vida. Melhores notas, emprego novo, ou talvez uma promoção, e um namorado novo, ou proposta de casamento, uma viagem, sorte. E quando foi que tudo isso desceu pelo ralo, mesmo?
É a energia da coletividade que nos contagia ao vermos fogos de artifício na praia, ou pela TV. E ao chegar em casa, trocar de roupa, tirar a maquiagem, tiramos junto toda a 'magia do momento'. A brincadeira acaba. E quando percebe, já se passaram dois, três, seis meses e aquela lista de promessas que você fez no último dia de dezembro não tem nenhum risco. Não tem a sensação de missão cumprida. Você não fez nada e acaba que a cor do seu sutiã não foi responsável por isso. Foi você.
Não existe nome escrito em uma tira de papel e colocado dentro de uma maçã para ser enterrada as dez da noite que conquiste para você o que você não assume como compromisso seu. Nem a cruz no pescoço, ou a sétima onda do mar que você pula, ou beijar alguém à meia noite, ou colocar dinheiro no sapato, ou estar com a família, ou seja lá qual for sua superstição. Faça, sim, o que acreditar ser bom para você! Bote fé nisso e em um ano melhor que o último e pior que o próximo, mas não se apegue. Faça tudo funcionar desde o primeiro dia. E use preto, se preferir. Ou verde. Ou rosa. Ou vinho. Ou cinza. Ou nada.

4 comentários:

  1. to toda de preto, nem ligo pra essas coisas de cores de roupas.. se usar branco influenciasse em alguma coisa, o mundo seria outro né

    ResponderExcluir
  2. Engraçado, antes de ler se post eu tinha acabado de quebrar um espelho no meu quarto, no primeiro dia do ano, pensei logo, será um ano ruim. Mas agora refletindo me dei conta que isso é pra bobagem. Se 2014 será bom ou não, tudo isso depende exclusivamente de nós.

    http://pequenamiia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho tanta raiva quando falam para mim algo como os exemplos que você deu e que não tem sentido algum e que não muda nada...

    http://blogmylittlecandy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas tudo bem acreditar! As vezes a pessoa se sente 'incompleta' se não fizer. O ruim é realmente depender disso.

      Excluir

© Conspirantes - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda Montt.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logoimagem-logoimagem-logo