6 de mai de 2014

Gente que reclama que 'a vida das pessoas é perfeita na internet'

Untitled | via Tumblr

Adoro blogs e redes sociais. Abrir e dar uma fuçadinha básica é um tipo de válvula. Chega de provas, de intrigas, de problemas, de tudo o que tem pesado minha cabeça. Posso acompanhar pessoas que sabem expressar sua felicidade contagiante e possam me inspirar. Mas parece que até da felicidade o pessoal reclama.
Segundo o livre arbítrio, acho que podemos divulgar na internet o que quisermos de nossa vida. Vejo no instagram fotos felizes de amigos, ou da praia, lanchonetes ou o que for. É contagiante. Anima os outros assim como anima quem posta. Mas é obvio que a vida de NINGUÉM se resume a isso. Fotos nas redes sociais. Posts no blog. Ninguém quer documentar suas tragédias e óbvio que ninguém iria querer lê-las. Questão de bom senso. Quem eu já vi fotografar suas tristezas (ex: enterro) só conseguiu ser satirizado por milhares de pessoas. Ei, decidam-se! Não queriam 'a vida real'? Olha ela aí!
Tem a tristeza artística. A que vira poema e foto bonita. A traduzida em texto e vídeo. Ninguém quer porcarias no histórico. Embeleze tudo o que puder. É disso que as pessoas gostam. É isso que inspira e faz com que nos identifiquemos. Não é isso o que todo mundo quer? Compartilhar de um sentimento e se distrair dos problemas? Não tem com se continuarem derramando problemas. Já bastam as indiretas no twitter e Facebook. O que diabos você iria fazer com a desgraça alheia? Ia se sentir bem em ver os outros sofrendo? Ia 'ter certeza de que são pessoas reais'? Ah, por favor. Se você quer se sentir bem, vai procurar a parte negativa do mundo na internet? O que tem de errado de expor para as pessoas apenas a parte boa? A mesma pessoa que reclama que 'a vida de fulano é perfeita na internet', reclama que 'quem é triste na internet é dramático e só quer chamar a atenção'. E aí, o que fazer com isso?
Resumindo: deixem as pessoas em paz e livres para fazer o que quiser na internet! Se você tem problemas com a felicidade e conquistas alheias, não contamine todo mundo com sua cabeça dura. Aprenda a lidar com isso e depois, mostre sua nova felicidade na internet. Até que alguém apareça para criticá-la também.

6 comentários:

  1. Nem gostaria de ser tão 'grossa', mas: PQP, AMANDA!
    Dissestes tudo. Tem muita gente no mundo que quer a infelicidade dos outros, e parece que quem compartilha as coisas boas da própria vida, é cada vez mais, alvo disso. Sabe o que nós podemos fazer? Infelizmente, apenas deixar de compartilhá-las; ou, melhor: apenas para quem realmente se importa com a gente. E começar fazendo a nossa parte.

    Beijão, adorei o texto (mas quero da Sabrs, também, ok)! :*
    ♡ World Cutest ♡ | Fan-page | Twitter pessoal

    ResponderExcluir
  2. Isso é verdade. Gostei do texto
    Mas naqueles dias em que estamos pra baixo e damos uma olhada nas timelines é inevitável que pensemos assim: todo mundo ta se divertindo à mil, menos eu. Acredito que é natural.
    Beijãoo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, isso é normal. Não é normal querer ver as pessoas infelizes para 'provarem que não tem a vida perfeita/são reais'.

      Excluir
  3. Claro que de vez em quando é chato ver todo mundo feliz enquanto eu mesma estou triste. Porém não tem motivo pra postar coisas ruins por aí. Nunca postei uma foto de um momento triste na minha vida e nem postaria. Fico mais feliz vendo coisas felizes. E sei que ninguém tem a vida perfeita...

    Beijos
    anjos-deplantao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. É uma falta de respeito alguém ficar insatisfeito com a felicidade do outro em uma simples foto, todos vão esquecer aquela foto depois, mas quem viveu o momento...Ah, esses sim são privilegiados.
    Gente que critica demais tem no mínimo um pingo de inveja, se incomoda de ver gente feliz, mas desde que o mundo é mundo vão existir pessoas incomodadas infelizmente.

    ResponderExcluir

© Conspirantes - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda Montt.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logoimagem-logoimagem-logo