5 de mar de 2013

Polêmica: Nerd vs. Machismo

Tumblr_l1wxzrwmb31qbzj8vo1_500_large
www
Ahhh a quanto tempo não aparece a boa e velha polêmica pra dar corda nesse blog classe C! E nada melhor para falar do que aquele doce machismo que as mulheres fingem não ter mas expressam simplesmente olhando para uma garota vaidosa e pensando 'puta'. 'Vadia'. 'Biscate'. E assim vai.
O mais legal disso é encaixar em estereótipos, e o melhor de todos para discutir é o universo nerd/geek. HQs, computadores, games e tudo o que você já sabe que está incluído. 
As pessoas tem mania de relacionar nerd a homens, mas é claro que sempre tivemos garotas nerds.  'Antigamente', garotas (em geral) tinham pavor de  toda essa dimensão virtual, como se RPG fosse um tipo de invocação de demônios e completamente sinistro. Especialmente quando quem fazia parte dessa roda são garotas. 'O que, ela prefere ficar jogando essas coisas com os meninos? Esquisita!' Já ouvi isso e muito pior também. Com o passar dos anos, surgiu toda essa moda  e a garota reparou que, nossa, nerds são tão descolados! E surgem OS e AS pseudo-nerds. Os pseudo-nerds são mais raros. Deve ser difícil trombar com um, porque em geral, (não vou citar exceção por exceção, né? Tem que generalizar) homens não se importam com esse tipo de modinha. A não ser para impressionar garotas.
Agora a coisa mais imbecil de todas: A visão do mundo sobre eles. E a visão das pseudo-nerds.

(lembre-se do conceito de generalizar! Nem todo nerd tem essa aparência, foque no objetivo da tirinha)
A visão tradicional enxerga o nerd como um cara feio pra cacete de aparelho, que usa colete xadrez e óculos. É muito inteligente, não tem vida social e só quer saber do seu XBOX e do próximo evento de anime. Alguma coisa completamente do gênero estereótipo de filme americano.
Mas, porém, contudo, todavia... Essa visão foi, digamos, 'destorcida'. Foi criada uma nova a partir de uma modificação conveniente a certas pessoas. Garotas que precisam ficar na moda. Não importa se nunca viram um filme de ficção científica, mas ela sabe do 'Luke, eu sou seu pai' e isso basta. 
Essa nova visão foi interpretada no mundo da moda também! 'Como ter um estilo geek/nerd' já foi matéria de várias revistas teen, e nada mais é do que uma forma mais sexy e feminina dessa cultura. Ela gosta de roupa curta, a revista falou que xadrez é nerd... É só usar uma saia xadrez curta e pronto! Pegue um óculos de armação preta mais grossa, um joystick do seu irmão... Di-vi-na!
Não são só meninas gatas e populares que se tornam isso, não! Esse é o começo para o foco dessa polêmica. Garotas sexy não são sinônimo de burras e posers. Garotas feias não são sinônimo de inteligentes e nerds.
Parece que poucas pessoas realmente compreendem esse conceito, né? Nerd é um hobbie, e não uma roupa. Muito menos um histórico de bullying no colégio. O problema é que as pessoas associam as coisas pelo 60%: Parece que essa característica x faz parte da maioria, então vamos atribuí-la ao grupo todo!
Deixa esse machismo de lado, criatura! Você pode jogar videogame, usar short curto e saber se maquiar! Pode mostrar o decote se você gosta. O seu corpo, o seu estilo, a sua preferência. Ninguém tem o direito de apontar o dedo e gritar 'puta' só por isso. E ela, que se considera intelectual demais e usa moletons masculinos largos? A masculinização da mulher não a deixa mais foda. Não a faz melhor do que a loira  bronzeada viciada em Diablo III. 
Será que essa garota do moletom desbotado fã de dias nublados não sente aquele pingo de inveja? Aquela pele bem cuidada, aquela roupa que valoriza o corpo, aquela manha naquele jogo e cercada dos nerds que você tanto adora e secretamente deseja... E só consegue friendzones.

recomendo dar uma olhada, tem várias estereotipadas por lá

O feio pode ser nerd. O bonito pode ser nerd. A feia pode ser nerd. A bonita pode ser nerd. Entendeu? Pode. Qualquer um pode, independente de sua aparência. Qualquer um pode ser nerd ou pseudo-nerd. É mais do que a aparência. Não existe roupa nerd, cara nerd, óculos nerd, música nerd, jogo nerd, porque assim como essa é apenas uma definição, uma característica a parte, o resto varia com sua personalidade por um todo.
Se ser nerd é um elogio ou uma ofensa depende do gosto de cada um. Existe toda uma pressão de 'tem que ser nerd', e 'para ser nerd, tem que ser isso, isso, aquilo, gostar daquilo...' E homem falando 'mulher não sabe jogar videogame, só serve pra ficar na cozinha' e daí ela se sente obrigada a provar o contrário? Você percebe que alguém é machista quando acha um apelação quando quem faz/usa/diz é mulher e acha ok quando é homem. Como se uma genitália mudasse alguma coisa.
Agora só um recado para quem aponta nerds bonitas e chama de vadia:

Retomando idiota meme menina nerds

(Não estou defendendo ninguém, só tentando tirar um pouco das minhocas da cabeça de gente mente fechada que acha que 'nerd' é um grupinho tão exclusivo e fantástico que só gente feia -seguindo padrões- e despojadas fazem parte)

7 comentários:

  1. Sempre fui chamada de nerd por conta de ser aplicada em estudos, grudada em livros e tal, mas eu detesto videogame, detesto computação e todas essas coisas. Acho que o termo nerd está muito confuso hoje em dia - e meio que sempre esteve. Mas qualquer um pode ser qualquer coisa que queira, acredito nisso.
    Eu me defino como metida a blogueira. Ponto. E cada um vê em mim o lado que lhe apetece.
    Mas né? Nem classifico não.

    Kissu ;*

    http://miasodre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Acho que os nerds estão tão valorizados que virou moda ser nerd, e tem mt gente que nem é, se veste como um e fica pagando de nerd. Esse negócio de rotular é um saco, acho bacana a pessoa ser o que ela gosta, se ela gosta de games e tudo mais.. Só não rola ficar dando uma disso e daquilo pra impressionar as pessoas.
    Acho que cada um tem de ser o que é, fazer o que gosta e como vc disse, não existe música nerd, roupa nerd e tudo mais, só existe nós. Quem nós somos, como nós nos vestimos. (:
    Mt bom texto, concordo com tua opinião.

    ResponderExcluir
  3. Curti a polêmica! Acho que o problema é necessidade de classificar as pessoas, não é mesmo? Se eu jogo XBOX vão me chamar de nerd, mas se eu tiver usando uma Victoria Secrets eu sou a patricinha, mas se eu escuto Nirvana enquanto jogo sou rockeira, quando na verdade eu só sou a Lucha!
    Show de bola seu texto!

    Capisci ?! - Blog! || Capisci no Facebook

    ResponderExcluir
  4. Só tenho que te dizer algo: concordo. Eu li, mas não sei o que comentar. hahaha :/ Acho que perdi a prática de comentar, que saco. O post ficou muito bom, sério mesmo. Espero na próxima polêmica ter mais coisas para escrever!

    Carinho.
    Diva Pensante (perfil).

    ResponderExcluir
  5. É um assunto bem complicado, pq todo ser humano julga "mesmo sem querer" uma pessoa, estamos acostumados com isso, com esse sistema. Mas enfim, acho que idependente de sermos julgados ou não, é bom ser o que é, gostar do que se é , ligar o f*da-se e ser feliz XD

    Adolecentro

    ResponderExcluir
  6. Sempre fui chamada de nerd por ser mais focada nos estudos e bah, mas diferente da visão criada por ai, eu não sou viciada em jogos e tantos outros, nem me visto mal... pelo contrario, adoro roupas e coisas que poderia classificar como preferida por "patricinhas".. então fica a dúvida... o que eu sou? kkk
    nem ligo p esses esteriótipos... eu sou eu e acabou ashudhusf
    adoro suas ilustraçõesss bahh!
    kkk
    beijos, Lari ^^
    www.olhacomoeufaco.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IUDSADUADHS o nerd-estereótipo é um porre, mas o nerd-isso-é-um hobbie só é um nome mesmo, não te ~prende~ a nada :~~
      Os desenhos DESSE post não são meus, iehahsa

      Excluir

© Conspirantes - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda Montt.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logoimagem-logoimagem-logo